Consulta (Acesso Restrito)

Código:   Senha:

 

Nova Andradina reforça parceria com Embrapa

Da Redação

 

A Fundação Instituto de Tecnologia e Inovação de Nova Andradina (Finova) reforçou a parceria com a Embrapa Agropecuária em reunião técnica realizada entre as duas instituições nesta semana.

 

A iniciativa teve como intuito esclarecer as principais demandas regionais de diversos setores, com destaque para o agronegócio, com o objetivo de contemplar toda região leste de Mato Grosso do Sul.

 

Além de diretores da Embrapa e da Finova, o encontro reuniu representantes do IFMS, Uniesp, UEMS, UFMS e UFGD.

 

"Queremos que a Embrapa participe das tomadas de decisões, da estruturação dos projetos e que a Finova possa contribuir viabilizando a solução das demandas que forem identificadas”, afirmou Renato Pires, diretor-presidente da Finova.

 

Na mesma linha, o chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafourcade Asmus, completou: "as soluções que serão geradas por meio dessas ações, dessas incubadoras, enfim, desse pólo tecnológico, contribuirá com a solução de problemas regionais beneficiando os agricultores da Região Leste do MS".

 

Sobre a Finova

 

A Finova atua na Região Leste do MS, que reúne as cidades de Nova Andradina, Bataguassu, Anaurilândia, Bataiporã, Taquarussu, Novo Horizonte do Sul, Ivinhema e Angélica. Esses oito municípios serão amplamente beneficiados pelas atividades propostas pela Finova, que pretende estabelecer caminhos para que a ciência, tecnologia e inovação sejam utilizadas em benefício dos setores produtivos regionais.

 

A iniciativa que levou a criação da Finova partiu da Prefeitura de Nova Andradina, que pretende em parceria com as universidades e os institutos de pesquisa, promover o desenvolvimento sustentável com base na ciência, na tecnologia e na inovação. "A Finova funciona como um centro de referência tecnológica para as empresas e outras organizações públicas e privadas de Nova Andradina e região, desenvolvendo assim, a economia, a sociedade, a infra-estrutura, o meio ambiente e a gestão pública", explicou Renato Pires.

 

Todas as atividades da Finova estão organizadas por meio do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Base Tecnológica e Inovação (Probatec), que, estruturado em quatro subprogramas: Probatec Agronegócio, Probatec Digital, Probatec Ambiental e Probatec Parcerias. A Finova já tem Núcleos definidos de atuação e projeto arquitetônico para construção de seu Parque Tecnológico.

 

A tomada de decisões da Finova é feita por meio do seu Conselho Curador, da qual a Embrapa Agropecuária Oeste conta com a presença de dois representantes: o Chefe Adjunto de Transferência de Tecnologia, Auro Akio Otsubo e do pesquisador Claudio Lazzarotto.

Imagens: Christiane Congro Comas



<< Voltar

PARCEIROS


 

 

ANÚNCIOS


(67) 3441-1955
Av. Antonio Joaquim de Moura Andrade, 1840 - Centro | Nova Andradina / MS

Imagem