Consulta (Acesso Restrito)

Código:   Senha:

 

Montadoras programam parada de 13.800 funcionários neste mês

As montadoras de veículos programam a parada de 13.800 funcionários neste mês de agosto, continuando a série de medidas para reduzir a produção em meio à baixa nas vendas. As folgas ocorrem nas fábricas de Fiat, em Betim (MG), Mercedes-Benz, em São Bernardo do Campo (SP), Chery, em Jacareí (SP), e Ford, em Camaçari (BA).

 

Nas duas últimas haverá interrupção total das linhas em parte do mês (veja datas abaixo). No caso da Fiat, que tem 19 mil funcionáros, a paralisação é parcial (3 mil). Nessas unidades da Fiat e da Ford são produzidos alguns dos carros mais vendidos do país, como o Ka e o Palio. A Mercedes fabrica caminhões e ônibus no ABC paulista. A Chery monta apenas o Celer (hatch e sedã).

 

Contando com os trabalhadores de outras fábricas que continuam em férias coletivas ou em lay-off (contratos suspensos temporariamente), a indústria tem, ao menos, 18 mil funcionários parados.

 

Em junho passado, com a aproximação das férias escolares, esse número chegou a 35 mil.

 

Atualmente, têm férias coletivas ou lay-off as montadoras Volkswagen (2.357 funcionários em São Bernardo do Campo, SP, e 370 em Taubaté, SP), Volvo (407, em Curitiba), MAN (600, em Resende, RJ) e General Motors (400 em São Caetano do Sul, SP).

 

Demissões

Na GM de São José dos Campos (SP), foram anunciadas demissões no último sábado (8) e os funcionários começaram uma greve que continuava até esta quinta-feira (13).

 

A montadora não divulgou o número de desligamentos, mas o sindicato local diz ter sido procurado por mais de 600 trabalhadores que diziam ter recebido o aviso de demissão.

 

Na última segunda (10), 798 operários que estavam em lay-off deveriam voltar ao trabalho, mas a greve foi iniciada nesse mesmo dia.

 

O sindicato de São Caetano informou, em julho, que cerca de 400 funcionários que também estavam em lay-off na unidade deverão ser demitidos.

 

Outros 400 deverão ter a suspensão de contrato prorrogada, ainda segundo a entidade.

 

O sindicato dos metalúrgicos de Catalão (MT) divulgou, no fim de junho, que a Mitsubishi demitiu 130 funcionários. A empresa não confirmou.



<< Voltar

PARCEIROS


 

 

ANÚNCIOS


(67) 3441-1955
Av. Antonio Joaquim de Moura Andrade, 1840 - Centro | Nova Andradina / MS

Imagem