Consulta (Acesso Restrito)

Código:   Senha:

 

Medicamentos ficam 12,5% mais caros a partir desta quinta-feira

Redação

A partir desta quinta-feira (31), o consumidor vai pagar mais caro pelos medicamentos. De acordo com a Interfarma (Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa), o índice de reajuste deste ano deve atingir os 12,5%. A alta da energia elétrica e as variações no câmbio foram os principais fatores que influenciaram o índice deste ano.

 

O repasse é feito de forma automática para o consumidor, em Campo Grande esse valor vai depender das distribuidoras, conforme ela for aumentando o preço, esse reajuste vai sendo repassado para os clientes.

 

De acordo com o presidente-executivo da Interfarma, Antônio Britto, a base usada para calcular o reajuste é o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Entre 2007 e 2016, a inflação aferida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta crescimento de 79,3%, enquanto os reajustes da CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) chegaram a 61,2%. “Essa diferença mostra que, apesar do reajuste deste ano, os medicamentos continuam com seus valores corrigidos abaixo da inflação”.

 

Economia - O consumidor que utiliza medicamentos de uso contínuo devem encontrar maneiras para economizar. De acordo com Lorena Alves, uma forma para se precaver é tentar comprar os medicamentos ainda este mês, já que o repasse começa a valer para o consumidor a partir do dia 1º de abril. "O ideal é que ele se previna e compre unidades a mais, pois no momento em que o medicamento aumenta, ele é comercializado pelo preço de tabela".

 

.

Campograndenews



<< Voltar

PARCEIROS


 

 

ANÚNCIOS


(67) 3441-1955
Av. Antonio Joaquim de Moura Andrade, 1840 - Centro | Nova Andradina / MS

Imagem