Consulta (Acesso Restrito)

Código:   Senha:

 

Justiça eleitoral recebe pedido de criação de 28 partidos em MS

Redação

Ao todo, no País, existem 41 partidos que estão na fase de recolhimento e validação de assinaturas nos estados, etapa que antecede a obtenção do registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Destes 41, 28 partidos estão em processo de formação, com registro no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS). 

 

Apesar da reforma política e do fim das coligações proporcionais, que ameaça a sobrevivência de partidos pequenos, a quantidade de novas legendas não para de crescer. Nesta semana, por exemplo, o TRE recebeu pedido de criação do Partido dos Servidores Públicos e Privados (PSPP). 

 

Com mais de três mil assinaturas,  o sindicalista e coordenador-geral do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União em Mato Grosso do Sul (Sidjufe-MS), Antônio Cesar Amaral Medina, protocolou no Tribunal a fundação do diretório regional do partido. Esse pedido de criação foi o primeiro deste ano, enquanto, no ano passado, mais de dez siglas foram registradas no Estado.

 

Temerosos com a aprovação pelo Congresso Nacional do fim das coligações proporcionais, os dirigentes dessas novas legendas apostam na migração de políticos que já possuem mandato, como é o caso do Partido Liberal (PL), que está sendo recriado com apoio do ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD-SP). 

 

Representante do PL no Estado, o pastor Jeremias Flores dos Santos declarou que o fortalecimento do partido conta com a migração de políticos já detentores de mandatos. “O PL com certeza já vai nascer fortalecido. Há vários parlamentares interessados em migrar para o partido”, destacou. 

 

Atualmente, pelas regras em vigor, é possível que partidos se aliem para alcançar coeficiente eleitoral, o que dá mais possibilidade de vitória a seus candidatos. Porém, com a extinção dessa medida, os partidos não poderão mais compor chapas conjuntas na eleição proporcional – para deputado e vereador. 

 

Com isso, haverá grande dificuldade para os partidos pequenos elegerem candidatos nas próximas eleições. “Essa preocupação realmente existe. Estamos remando contra a maré. Mas, enquanto não se bate o martelo em relação ao fim das coligações proporcionais, nós vamos seguindo em frente”, explicou Jeremias.

 

28 PARTIDOS

Além do PL e do PSPP, estão com registro no TRE, os partidos Aliança Renovadora Nacional (Arena), Partido Muda Brasil (MB), Movimento em Defesa do Consumidor (MDC), Partido dos Pensionistas, Aposentados e Idosos do Brasil (Pai do Brasil), Partido Cristão (PC), Partido do Desenvolvimento Nacional (PDN), Partido Ecológico (PEC), Partido da Educação e Cidadania (PEC), Partido Liberal Brasileiro (PLB), Partido Liberal Democrata (PLD), Partido da Liberdade Solidarista (PLS), Partido Militar Brasileiro (PMB), Partido da Mulher Brasileira (PMB), Partido Novo (PN), Partido Pacifista Brasileiro (PPB),  Partido Social (PS), Partido da Segurança Pública e Cidadania (PSPC), Partido da Solidariedade Nacional (PSN), Partido da Transformação Social (PTS),  Partido Universal do Meio Ambiente (PUMA), Rede Sustentabilidade, Partido Social da Família Brasileira (PSFB),  Partido da Integração Social e Cidadania (PISC), Nova Ordem Social (NOS),  Partido Republicano Cristão Brasileiro (PRCB) e Partido Republicano Cristão (PRC).

 

Fonte: Correio do Estado



<< Voltar

PARCEIROS


 

 

ANÚNCIOS


(67) 3441-1955
Av. Antonio Joaquim de Moura Andrade, 1840 - Centro | Nova Andradina / MS

Imagem