Consulta (Acesso Restrito)

Código:   Senha:

 

IFMS de Nova Andradina oferece 80 vagas para curso técnico em Informática

IFMS

Os cursos técnicos integrados em Informática e Informática para Internet são duas das opções do Exame de Seleção 2017 do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). Apesar de terem nomes parecidos, os cursos possuem uma série de diferenças, tanto nas unidades curriculares quanto na atuação dos profissionais formados.

 

Com duração de sete semestres, o curso técnico em Informática é oferecido nos campi Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Jardim, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

 

Além das disciplinas de base comum do ensino médio, o estudante cursa unidades curriculares voltadas ao desenvolvimento de programas de computador, seguindo as especificações da lógica e da linguagem de programação.

 

Durante o curso, o estudante utiliza ambientes de desenvolvimento de sistemas, sistemas operacionais e banco de dados, realiza testes e executa a manutenção da programação de computadores instalados.

 

O profissional da área pode atuar em instituições públicas, privadas e do terceiro setor que demandem sistemas computacionais, especialmente envolvendo programação de computadores.

 

O curso técnico em Informática para Internet é ofertado nos campi Dourados e Naviraí, e tem duração de seis semestres.

 

O estudante aprende a desenvolver programas de computador voltados especificamente à internet, seguindo as especificações da lógica e da linguagem de programação, e ainda cursa as disciplinas da base comum.

 

A partir de ferramentas de desenvolvimento de sistemas, o aluno aprende a criar interfaces e aplicativos empregados no comércio e marketing eletrônicos, e a desenvolver e fazer a manutenção de sites e portais na internet e intranet.

 

Depois de concluir o curso, é possível atuar junto a instituições públicas, privadas e do terceiro setor que demandem programação de computadores para internet.

 

Diferenças 

Ambos os cursos estão inseridos no eixo tecnológico Informação e Comunicação, de acordo com o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos do Ministério da Educação (MEC). Apesar de algumas disciplinas serem ofertadas nos dois cursos, algumas particularidades os diferenciam.

 

“O curso técnico em Informática tem mais disciplinas voltadas à programação de desktops, além de contemplar áreas como manutenção de computadores, configuração de redes e sistemas operacionais. Já Informática para Internet tem foco no desenvolvimento de aplicações para internet”, explicou o professor do Campus Nova Andradina, André Luís Violin, coordenador dos cursos do eixo tecnológico Informação e Comunicação.

 

Em relação à atuação profissional, Violin compara. “O técnico em Informática pode trabalhar com manutenção e suporte de redes e computadores, além de criar aplicações simples para desktop, dispositivos móveis e para web, enquanto que o técnico em Informática para Internet é preparado para desenvolver aplicações robustas para dispositivos móveis e para web, podendo trabalhar em empresas de desenvolvimento de sites”.

 

Estudantes 

Carlos Henrique Silva de 16 anos, cursa o 6º semestre do técnico em Informática no Campus Nova Andradina. A poucos meses de concluir o curso, fala sobre o conhecimento adquirido.

 

“Tivemos algumas disciplinas voltadas principalmente a hardware, software, suporte e manutenção e ao desenvolvimento de programas, sendo que a ênfase nos conteúdos específicos vai aumentando ao longo do curso”, comentou.

 

Atualmente, Carlos faz estágio e desenvolve o trabalho de conclusão de curso. O estudante está construindo um protótipo e desenvolvendo um aplicativo para a análise da matéria orgânica presente no solo da região.

 

Jean Pereira Ribeiro de 16 anos, está no 2º semestre do técnico em Informática para Internet no Campus Dourados. “Apesar de ainda estarmos no começo, já tivemos disciplinas relacionadas a design web e arquitetura da informação, desenho gráfico para web e projeto de interface gráfica”, destacou.

 

Entre as disciplinas específicas da formação técnica do curso que Jean faz estão ainda Projeto e Design Web, Desenvolvimento Baseado em Frameworks e Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis, entre outras.

 

Exame de Seleção 2017 

O IFMS também está com vagas abertas para os cursos técnicos integrados em Agricultura, Agropecuária, Alimentos, Edificações, Eletrotécnica, Mecânica e Metalurgia. Nessa modalidade, o estudante curso o ensino médio de forma articulada às disciplinas da formação técnica.

 

São oferecidas 1.600 vagas distribuídas nos campi Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

 

O candidato deve ter concluído o ensino fundamental até a data da matrícula, prevista para janeiro de 2017, e possuir o Cadastro de Pessoa Física (CPF).

 

As inscrições vão até a próxima segunda-feira (7), em www.ifms.edu.br. A taxa é de R$ 20 e pode ser paga em qualquer agência do Banco do Brasil até o dia 8.

 

A prova será aplicada em 20 de novembro, nos dez municípios onde o IFMS tem campi.



<< Voltar

PARCEIROS


 

 

ANÚNCIOS


(67) 3441-1955
Av. Antonio Joaquim de Moura Andrade, 1840 - Centro | Nova Andradina / MS

Imagem