Consulta (Acesso Restrito)

Código:   Senha:

 

Exportações caem, mas balança comercial tem superávit e saldo do ano deve chegar a US$ 15 bi

As importações brasileiras caíram mais do que as exportações em novembro e, por isso, a balança comercial registrou superávit de US$ 1,197 bilhão no mês. No ano, o saldo da balança comercial tem resultado positivo de US$ 13,442 bilhões, segundo o balanço do setor divulgado nesta terça-feira (01), em Brasília, pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

 

As exportações em novembro somaram US$ 13,806 bilhões, com média diária de US$ 690,3 milhões. Em comparação com o mesmo período do ano passado, a queda pela média diária é de 11,8%.

 

Caíram as exportações brasileiras das três categorias de produtos. Em novembro, o Brasil exportou US$ 5,864 bilhões em produtos básicos, queda de 14,3% sobre o mesmo período de 2014. Entre os semimanufaturados, as vendas somaram US$ 2,016 bilhões, com retração de 13,5%. Entre os manufaturados, a redução foi de 7%, para US$ 5,572 bilhões.

 

Entre os básicos caíram, principalmente, as remessas de petróleo em bruto (queda de 51,2%, para US$ 672 milhões), minério de ferro (redução de 43%, para US$ 901 milhões), minério de cobre (-21,1%, para US$ 97 milhões) e café em grão (-19,5%, para US$ 461 milhões).

 

Entre os semimanufaturados, as principais retrações foram registradas entre as remessas de semimanufaturados de ferro/aço (com queda de 52,8%, para US$ 135 milhões) e de ferro-ligas (-36,9%, para US$ 137 milhões). Já entre os produtos manufaturados caíram, sobretudo, os embarques de máquinas para terraplanagem (recuo de 40,6%, para US$ 84 milhões), laminados planos (-26,8% para US$ 138 milhões) e autopeças (-21,4%, para US$ 166 milhões).

 

O único mercado comprador que importou mais do Brasil em novembro foi a Ásia. Para lá, as vendas cresceram 5,2% impulsionadas pelas compras da China de soja em grão, centrifugadoras, carnes, ferro-ligas e óxidos e hidróxidos de alumínio. Para todos os outros destinos as vendas caíram. No caso das vendas para o Oriente Médio, a redução foi de 24,4% e para a África, de 22,6%.

 

O Brasil importou US$ 12,609 bilhões em novembro, ou US$ 630,5 milhões por dia, em média. Nesta comparação, a retração em comparação com novembro do ano passado foi de 30,2%. Caíram, principalmente, as importações brasileiras de combustíveis e lubrificantes (com recuo de 39,6%), bens de consumo (-33,6%), bens de capital (-32,3%) e matérias-primas e intermediários (-24,6%). O Brasil importou menos de todas as origens. As compras brasileiras no Oriente Médio caíram 51,6% e na África, foram 25,1% menores.

 

No ano, as exportações somam US$ 174,351 bilhões e estão 14,9% menores do que o acumulado do ano em 2014 até novembro. As importações têm queda de 23,1% e somam US$ 160,909 bilhões até novembro. No acumulado do ano até novembro do ano passado, o setor registrava déficit de US$ 4,348 bilhões.

Fonte: Comex do Brasil

tags: exportações, importações, balança comercial, superávit, saldo



<< Voltar

PARCEIROS


 

 

ANÚNCIOS


(67) 3441-1955
Av. Antonio Joaquim de Moura Andrade, 1840 - Centro | Nova Andradina / MS

Imagem