Consulta (Acesso Restrito)

Código:   Senha:

 

Diante de tarifaço, Fecomércio alerta empresários sobre eficiência energética

A série de aumentos na tarifa de energia elétrica de distribuidoras localizadas em diversas partes do País, autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nesta semana, e o prognóstico de um tarifaço em abril, traz preocupação para o setor produtivo de Mato Grosso do Sul, uma vez que trata-se de insumo básico para todas as atividades econômicas e deverá produzir efeito em cascata, sobrecarregando os custos das empresas e penalizando duplamente o consumidor.

“Não conseguimos mensurar ainda de quanto será o impacto no setor do comércio de bens, serviços e turismo do Estado, mas é certo que essa incerteza e os aumentos da energia elétrica no País e em Mato Grosso do Sul trarão consequências para o setor, com encarecimento dos serviços. O momento é de cautela e de uso racional de luz e água, por todos, com eficiência energética, mas é preciso que o governo encontre formas de atenuar a pressão inflacionária que as tarifas de energia terão e apresentem uma resposta urgente à população”, afirma o presidente da Fecomércio/MS, Edison Araújo.

Em outra frente, o setor produtivo também defende, através do Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Enersul/Energisa (Concen), medidas para reduzir o forte impacto do aumento de abril, entre 30% e 40%, que deve se acumular às bandeiras tarifárias e repasse da defasagem bilionária na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) aos consumidores. Especialistas já falam em um impacto de 70% ao longo de 2015.

Fonte Fecomércio/MS



<< Voltar

PARCEIROS


 

 

ANÚNCIOS


(67) 3441-1955
Av. Antonio Joaquim de Moura Andrade, 1840 - Centro | Nova Andradina / MS

Imagem